adMooH mira a verba de mídia online através de oferta de inventário via RTB

adMooH mira a verba de mídia online através de oferta de inventário via RTB

A adMooH abre mais uma frente de desenvolvimento tecnológico para trazer a seus parceiros (ou publishers), empresas que conectam suas telas de DOOH à plataforma adMooH para receber mais anúncios. Além dos anunciantes que usam a plataforma diretamente para comprar espaços de mídia no inventário de quase 2000 telas da adMooH (com expectativa de chegar a 5000 telas até o final de 2019), a adMooH agora inicia o desenvolvimento de APIs de integração com DSPs e ad Exchanges. Explicaremos abaixo de forma mais detalhada como a adMooH.com funciona hoje e como funcionará após a implantação de conexões para Real Time Bidding.

Esperamos terminar o desenvolvimento até o inicio de maio de 2019, para já começar a conectar com algumas fontes de anúncio online. Atualmente, a adMooH é considerada uma plataforma de midia programática em DOOH, porém standalone (ou seja, não está conectada com nenhuma DSP ou ad Exchange). Desta forma, a compra na plataforma é toda automatizada, porém o sistema de bidding acontece apenas entre o anunciante e o publisher, através de uma oferta de desconto.

“Esperamos nos conectar com o mercado de midia programática através de Ad Exchanges e DSPs, e poder ofertar o inventário de telas da adMooH também para buscar as generosas verbas de publicidade online em RTB, muitas vezes mal gastas, desperdiçadas com sites fraudulentos, ou empresas com baixíssima transparência nos relatórios” – explica Luiz Patriani, CTO da adMooH.com, que coordena toda a operação de P&D da adMooH.com

Para isso, além de equipe e foco, a adMooH  contratou uma Consultoria Especializada em Midia Programática para auxiliar nos padrões, estratégia e conexões com os principais players.

Definindo  Midia Programática em DOOH

DOOH Programático parece algo muito complicado a principio, mas o conceito é simples: é a compra automatizada de mídia DOOH através de transações digitais, trazendo ganhos enormes a quem compra e a quem vende. 

No formato tradicional de compra de mídia DOOH, o comprador (anunciante ou agência)  precisa ligar para o dono das telas e negociar a compra, criar um contrato (normalmente um PI), discutir os termos, analisar preço, disponibilidade de inventário, definir a audiência, e diversas outras coisas importantes. Tudo isso é feito de forma demorada, e quando terminado, o dono da rede de telas precisa definir os formatos, receber as midias, agendar, gerar relatórios, enfim… já deu pra entender né? Imagine que esse anunciante queira fazer essa compra numa região, e nessa região tenha diversas redes diferentes de telas. Ele teria que negociar com várias delas.

Com a compra de DOOH Programática, a maioria destas etapas não existem mais. Ao invés de negociar com cada dono de rede de telas, o anunciante simplesmente acessa a plataforma, seleciona o inventário, data, hora, seleciona o seu critério de preço máximo por tela ou por pessoa impactada, e pronto: sobe suas mídias, e o sistema automaticamente leva a midia certa para a tela certa no formato certo,  e essa mídia automaticamente já entra no sistema de gestão de anúncios do dono da tela, através de integrações de softwares com a plataforma de mídia programática.

A adMooH.com possui hoje um sistema que se integra com 99% dos softwares mundiais de gestão de conteúdo (Digital Signage), tornando a plataforma super compatível com telas do mundo todo. Quando alguma rede de midia indoor chega com um software não compatível, normalmente por serem softwares usando tecnologia precária e atrasada, a adMooH.com trabalha com os desenvolvedores para adequar esse software aos padrões mundiais, e com isso, torná-lo compatível.

Embora isso pareça uma mudança radical no mercado de DOOH, e é, isso é muito comum já nas compras de midia Online (websites e midia vistos em celulares, desktops, tablets). De acordo com o eMarketer, “82,5% de todos os anúncios publicitários dos EUA serão comprados através de plataformas automatizadas em 2018”.

Como o inventário de DOOH é vendido de forma Programática?

Existem algumas formas diferentes. Vejamos as duas mais conhecidas.

A primeira é chamada de “Leilão em tempo Real” ou “Realtime Bidding” (RTB). Nesse modelo, as vendas são feitas em formato de leilão, onde os compradores de mídia, de uma forma resumida, colocam suas ofertas para os espaços que querem comprar, e quem estiver ofertando o melhor preço vence. Você já conhece algo bem parecido, que é o mesmo modelo que o Google ADs faz para trazer os anúncios de primeira página. Isso pode acontecer em ad Exchanges públicas, onde qualquer anunciante pode entrar e colocar seu anúncio, ou privadas, onde apenas os anunciantes cadastrados e convidados podem colocar ofertas.

A segunda forma é através da Venda Programática Direta, onde o anunciante faz a compra diretamente na plataforma, sem um processo de leilão bem definido. Nesse caso, o comprador (anunciante) faz a compra dos espaços, seleciona as telas, numero de inserções, período, e qualquer outra métrica relevante que o sistema permita filtrar, como perfil de classe social, por exemplo, e no máximo, faz uma oferta de compra aos compradores. É nesse modelo, que a adMooH.com se encontra hoje, onde o comprador de mídia a princípio não concorre com outros compradores, e por isso, não precisa se preocupar em colocar uma oferta mas deixar claro até onde seu “bidding” sobe. Pelo contrário: o comprador faz a oferta mais baixa, buscando atingir uma economia na compra. Para o vendedor, dono das telas, da adMooH.com, esse modelo hoje é interessante, porque ele pode aceitar ou negar o anúncio, e dependendo da oferta de desconto, ele aceita, porque está vendendo uma parte ociosa de sua grade e aumentando sua rentabilidade.

É justamente nesse modelo que a adMooH.com está mudando. Além de seguir tendo a possibilidade de compra por Programática Direta, o dono da rede (publisher/vendedor) poderá ter anunciantes vindo de leilões via RTB. O sistema adMooH, portanto, teria um “waterfall” (castata de prioridade de vendas), onde a venda via RTB terá prioridade na entrada da grade do que a venda via Programático Direto. Em outras palavras, se os as ofertas do RTB  encherem a grade, quem fez ofertas pelo Programático Direto pode não aparecer, ou aparecer pouco, seguindo pagando pouco. Esse é o espírito, obviamente, da oferta de demanda e procura: telas mais procuradas, por anunciantes que querem pagar mais, venderão a esses anunciantes pelo RTB a preços maiores, e se sobrar espaço, completarão a grade com as ofertas de Programático Direto via adMooH.com .

Campanhas direcionadas de acordo com dados externos

Outra vantagem da compra de midia por meio de Midia Programática é a possibilidade de o anunciante fazer a compra utilizando-se de dados externos, como clima e temperatura, localização, hora do dia,  cotação da Bolsa, do Dólar, etc. Por exemplo, é possível colocar uma campanha que recebe 2 midias: uma é mostrada se estiver chovendo ou novendo, sugerindo o telefone para ligar e pedir (Delivery) e outra caso a condição climática esteja boa, sugerindo ir ao restaurante.

“Estamos de olho nas possibilidades, e queremos fazer o primeiro teste ainda esse ano, no 2o. semestre, com temperatura, condição de chuva e horários, numa mesma campanha” – explica Christian Pinheiro – CEO da adMooH.com. Ele completa que os desenvolvimentos desta tecnologia estão no foco da companhia, que quer trazer a melhor plataforma para as redes de DOOH utilizarem, e se beneficiarem de tecnologia pronta, gratuita. “Ganhamos quando a venda de um anúncio é feito, ou seja, quando trazemos além de tecnologia gratuita, receita para nossos parceiros. Simples assim” – complementa Pinheiro.

Veja abaixo um exemplo de Midia Programática para Banner Ads dinâmica de acordo com o local e o tempo:

 

Related Posts