Como escolher um software de Digital Signage

Como escolher um software de Digital Signage

Olá pessoal, tudo bem?

No artigo de hoje queremos trazer para vocês uma série de dicas e observações que devem ser feitas quando forem escolher o seu software de gestão de mídia.

Seu software de Digital Signage. 

Aqui na unidade Corp da adMooH, vira e mexe, recebemos clientes descontentes com suas soluções atuais de software querendo conhecer nossos produtos, e, ao longo destes papos, muitos destes clientes falam de suas dificuldades e atentam sobre vários aspectos na hora escolher seu parceiro de tecnologia. 

Motivados por isso, nós decidimos escrever este artigo, que contém dicas que vão te ajudar a escolher um fornecedor de software, seja para você que está começando no mercado, ou se já opera nele, ainda não se atentou que poderia estar com um parceiro mais adequado para o seu negócio.

Vamo lá?

Liberdade

Ter liberdade de escolha e decisão acertada é um fator imprescindível para o bom andamento de qualquer empresa.

Bons parceiros e parcerias duradouras são benéficos para qualquer negócio ,mas desde que a base dessa parceria seja fundamentada em uma boa e honesta prestação de serviços, e não apenas em um contrato. 

Então a primeira dica que que queremos te dar aqui é:

Fuja de empresas e softwares que te colocam contratos longos, ou te forçam a utilizar um player específico.

Encontre empresas que te ofereçam opções que te permitam mudar de ideia, tanto no âmbito de contratação, contratos etc., quanto no de modelo de negócio. 

Hoje em dia é comum encontrar empresas que te oferecem soluções integradas, com equipamentos próprios etc.

Saiba que este procedimento, poderá te limitar do ponto de vista técnico, dado que novas tecnologias surgem a todo tempo, e estando preso a eles, você pode não aproveitar essas inovações e simplesmente perder novos projetos. 

Um bom exemplo disso é nossa atual promoção, vigente até 30 de setembro de 2020. Esta promoção dá a você 60 dias para usar nossa tecnologia de forma gratuita sem amarras.

Você usa por dois meses, e se gostar contrata, se não gostar não precisa pagar NADA.

Ações como esta mostram o nosso compromisso com o cliente e suas liberdades de escolhas. Confira.

Nós não só te permitimos contratar de diversas formas diferentes, como também possibilitamos que você decida qual tipo de equipamento quer usar.

E isso nos traz o segundo ponto.

Interoperabilidade com sistemas operacionais

Não poderíamos falar de liberdade e de não ficar preso a um único hardware, sem falar de software, mais especificamente sistemas operacionais.

Então, a próxima dica que damos a vocês aqui é…

Encontre um parceiro que seja capaz de fornecer o máximo de opções de funcionamento do mercado, ainda que para você, isso não pareça ser necessário hoje.

Não sabemos o dia de amanhã, então, ter o máximo de cartas na manga vai te ajudar a poder aproveitar as oportunidades que surgirem.

Ter uma empresa ao seu lado que seja capaz de manter-se atualizada quanto às principais tecnologias que surgem no mercado é vital para o futuro e sucesso do seu negócio. 

Neste sentido, ter um software de digital signage que seja multiplataforma, é essencial.

Conteúdo é rei 

Quem está há um pouco mais de tempo neste ramo, sabe bem que a afirmação do título é verdadeira, mas se for um iniciante, entenda que as telas dos seus clientes só serão relevantes se tiver conteúdo útil passando.

Isso se aplica tanto para veículos de mídia quanto para projetos corporativos.

Se ninguém estiver assistindo, aquela tela não vale nada, e será cancelada pelo seu cliente.

Então a dica aqui é:

Escolha um software que forneça a maior opção possível de conteúdos. 

Ter muitos conteúdos já inclusos no seu software te fará economizar dinheiro com a produção de materiais específicos para seus clientes.

Muitas vezes, o valor da licença de seu software de gestão se paga aí.

E aqui vai uma dica complementar: 

Existem alguns softwares livres e “gratuitos”, como o XIBO por exemplo, que a primeira vista podem parecer uma boa ideia, mas não possuem conteúdos, e muitas vezes isso acaba saindo mais caro. 

Pense bem, e analise se o software que está querendo contratar te oferece uma boa variedade e qualidade de conteúdo. 

Se o conteúdo é rei, é evidente que, eventualmente, você vai precisar criar conteúdos próprios e/ou conteúdos exclusivos para clientes corporativos por exemplo.

E é neste contexto que vamos às duas próximas dicas:

Não se contente com softwares de criação de conteúdo online e sistemas de designers pré-moldados. 

De um modo geral esses sistemas de templates pré-moldados, onde você troca a cor, muda a foto etc., são vendidos como a solução para todos seus problemas, mas tenha cuidado.

De fato, esses sistemas são úteis, mas para iniciantes, ou projetos muito simples, não são nem de longe a panaceia que algumas empresas propagam, então, fique atento à este item.

Escolha um software que tenha conexões e integrações com plataformas externas, e empresas capazes de manter essas conexões e integrações evoluindo e criando novas.

É bem comum ter a necessidade de conectar seu software de gestão a ERPs e sistemas de seus clientes em projetos de TV Corporativa e Mural Digital.

Estes tipos de conexões garantem o dinamismo, facilidade e qualidade do conteúdo que aparece nas telas, isso muitas vezes é um fator decisivo para vencer uma disputa em projetos de Digital Signage. 

Então é vital que a empresa escolhida por você, tenha um software, e uma equipe capaz de gerar e manter essas conexões e demandas. 

Topologias

Nuvem, on-premise, internalizado, híbrido, são algumas das topologias possíveis para se ter num projeto de Digital Signage.

A nossa próxima dica está atrelada a este conceito.

Escolha uma empresa com histórico e know-how técnico na implementação de diferentes topologias. 

Essa é mais uma questão técnica, mas que fará toda a diferença na hora de sua empresa ganhar ou não uma concorrência num projeto mais complexo.

E este é o tipo de coisa que não se desenvolve de uma hora para outra. 

Implementar projetos complexos de Digital Signage não só exige uma equipe altamente capacitada, como também um a utilização de um software que tenha sido arquitetado para isso.

Ou seja, não adianta fazer ajustes de última hora se o software não tiver a infraestrutura preparada para isso. 

Então, escolha empresas com um bom histórico em projetos deste tipo.

Aqui vale uma menção.

A adMooH Signage venceu recentemente a maior concorrência privada de projetos deste tipo.

Por motivos contratuais não podemos dar detalhes, mas trata-se de um projeto com mais de 4 mil pontos em um dos maiores bancos do mundo.

Foi uma concorrência com os principais players do mercado nacional e internacional, e certamente um dos fatores decisivos desta escolha foi a nossa capacidade de criar soluções que se adaptassem às características topológicas exigidas pelo cliente, além de todos os demais parâmetros de tecnologia e segurança.

Segurança 

Hoje em dia, nossa preocupação com a segurança está mais evidente, mas nem sempre foi assim.

Muitas empresas negligenciam a questão da segurança na hora de contratar um software de gestão de mídia.

E essa é a nossa próxima dica:

Escolha um software que tenha processos e features de segurança claros e objetivos.

Imagine seu player mostrando uma mídia que um hacker colocou, no meio do shopping, segurança no tratamento dos conteúdos neste momento é importante.

Claro que a segurança começa com o tratamento correto de usuários e permissões, além de criptografar as comunicações, e ter uma segurança em cada mídia para impedir que uma troca local seja aceita pelo software.

Confira se o seu software de Signage, ou o que vai contratar, faz controle de checksum dos arquivos.

Esta é uma feature essencial para garantir a segurança dos conteúdos que são exibidos em tela, especialmente em se tratando de veículos de mídia que na maioria dos casos conectam seus equipamentos nas redes de internet dos estabelecimentos, e redes wi-fi, que podem não contar com níveis de segurança para impedir o acesso ao equipamento.

Estabilidade 

Se o conteúdo é rei a estabilidade é a rainha, sem isso, muito pouco do que falamos aqui importa.

Então a dica aqui é bem simples e meio óbvia:

Escolha um software estável.

Ninguém em sã consciência vai escolher um software declaradamente instável, até porque, empresa nenhuma vai colocar em seu site que seu software é instável, não é mesmo?

Para ajudar vocês neste ponto, temos uma dica ainda melhor.

Faça testes de stress no software que for contratar.

Saber se o software é estável ou não é um trabalho árduo, mas muito necessário.

Isto posto, você deve se organizar e se preparar para testar muito o software que for usar.

Então peça um trial e use o máximo que puder, só assim você poderá ter um nível de certeza que está contratando um bom software para sua empresa e se a empresa que você está de olho não te dá tempo suficiente, fique esperto, isso é um mau sinal.  

Como já falamos aqui, a adMooH acredita tanto nisso que está dando 60 dias (dois meses) para você usar o software a vontade, e é usar de verdade.

Se você se sentir confortável, pode usar por esses dois meses em produção, no cliente, e só paga se decidir ficar depois deste período.

Quer saber mais, sobre a promoção “ Mude para adMooH”, aproveite logo, pois ela  ficará disponível somente  até o dia 30 de setembro. Confira.

Usabilidade

Ninguém gostaria de submeter a sua equipe a um curso superior para poder usar um software não é mesmo?

Brincadeiras a parte, mas muitos softwares de mercado pecam pela dificuldade de aplicação e usabilidade. 

O software deve ser fácil de usar.

É importante lembrar aqui que a ideia não é ser um software simples, básico.

Isso implicaria numa baixa capacidade de entrega.

Um bom software deve ser capaz de unir features complexas e gerar um alto valor para seus usuários, com uma relativa simplicidade de uso. 

O objetivo é ter um software onde a curva de aprendizado seja baixa e principalmente, que seu uso em alto nível seja escalável. 

Esta é uma “pegadinha”, que pode ser mais comum do que imagina.

O software é simples de usar no início, quando sua operação é pequena, mas fica extremamente complexo numa operação ampla e diversa. 

Fique atento a isso, especialmente se você é iniciante neste mercado.

Softwares precisam ter escalabilidade também na gestão. 

Ainda nesta esteira de usabilidade, o sistema escolhido deve pensar no usuário, então:

Escolha um software que elimine processos para você.

Quanto mais processos esse sistema otimizar, menos carga de trabalho sua equipe terá e, consequentemente, você poderá ter um time atento com o que realmente importa.

Um exemplo disso é o reencoging.

O adMooH Signage faz o reencoging dos vídeos que são colocados na plataforma, otimizando-os para rodar nos mais diferentes tipos de equipamentos.

Desta forma, não importa qual o formato que você faz o upload do vídeo. Nosso sistema converte e adapta para o melhor formato, para que ele possa rodar em seus equipamentos sem problemas, sejam eles android, windows, linux, raspberry etc.. 

Isso economiza muito tempo e recurso do seu time, além de ser um ótimo exemplo de como o software pode eliminar processos para você.

Venda de publicidade

Boa parte de quem está lendo esse artigo, ou é leitor do nosso blog, são proprietários, ou trabalham em veículos de DOOH.

Por isso, cabe aqui lembrar que a principal fonte de receita da maior parte dos veículos de mídia é a venda de espaços. Logo, esta é uma das principais, se não a principal preocupação que um veículo tem. 

E o que o seu software tem a ver com isso diretamente?

Além é claro de tudo que falamos até aqui, seu software de gestão pode ou não abrir portas para você.

E é aqui que chegamos a penúltima dica.

Escolha um software que te abra portas comerciais. 

Um dos temas mais eminentes no mercado publicitário no que se refere a DOOH é a possibilidade de compra desta mídia de forma programática., e neste sentido temos uma grande novidade de mercado 

Se você é leitor do nosso blog, já está bem informado sobre isso, mas se não é, veja alguns dos artigos em que falamos disso:

VIOOH & JCDecaux e a nova era do OOH

Seu veículo de DOOH está preparado para vender mídia digitalmente?

DOOH programático vai crescer?

Essa é uma tendência do mercado, e sua empresa simplesmente não pode se dar o luxo de ficar fora dela.

Atualmente a adMooH Mídia, divisão de publicidade do grupo que é pioneira e referência na conexão de veículos à Mídia Programática na América Latina, funciona com os principais softwares de mercado.

Então, se a empresa que está analisando não é compatível com a adMooH, aconselhamos muito que repense essa contratação.

Ou se pensa em conectar-se diretamente aconselhamos muito que leia este artigo:

Quais as principais vantagens de conectar na Mídia Programática com a adMooH?

Não fosse tudo isto, a adMooH Mídia ainda te oferece um ecossistema completo para ampliar sua receita na venda de anúncios, tudo sem custos e independente do software de gestão que escolher, porque é um princípio da empresa que o consumidor seja soberano em suas decisões e deva ter o poder de escolha.

Atendimento e suporte técnico 

Se engana quem pensa que o suporte técnico não é importante, sobretudo em uma empresa de tecnologia.

Então nossa última dica para você é:

Analise se a empresa tem um bom atendimento como um todo e não só comercial.

Isso mesmo, é comum quando da contratação avaliarmos apenas o atendimento comercial, que no geral é bom, dado que estão motivados a te vender o produto ou serviço, mas a excelência no atendimento não deve para por aí.

Avalie também o suporte técnico, consulte com outros clientes se o atendimento pós-venda é bom e atencioso. 

Com o advento dos chatbots, boa parte das empresas não tem mais um atendimento humano, organizado, capaz de resolver problemas imediatos.

Não é que condenamos o uso destas tecnologias, até porque também fazemos uso delas, mas as mesmas devem ser pensadas e implementadas para melhorar o atendimento, e não para criar uma barreira maior entre o cliente a empresa. 

Bom pessoal, era isso, espero que tenha ajudado um pouco, tanto você que está entrando no mercado agora, quanto aos que já estão no mercado, mas pensam em trocar de parceiro tecnológico. 

A vocês eu faço novamente o convite de conhecer nossa promoção Mude para adMooH, na qual  poderá aplicar todas essas dicas que demos aqui.

Garanto que vai gostar.

Deixe seu comentário aqui, ou nas redes sociais, sobre o que acha?

Faltou alguma dica ou observação, ou não concorda com algo que falamos?

Vamos discutir um pouco mais. 

Seu software de Digital Signage. 

Cometários